Cobertura vacinal completa contra a covid-19 em crianças gera alerta por baixa adesão

InícioSem categoriaCobertura vacinal completa contra a covid-19 em crianças gera alerta por baixa adesão

O Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância), uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Faculdade de Medicina de Petrópolis, alertou nesta segunda-feira (11) para a baixa cobertura vacinal completa contra a covid-19 em crianças, o que levanta preocupações sobre a persistência no número de mortes causadas pela doença.

Desde 2023, a vacina contra a covid-19 está disponível para crianças a partir de 6 meses de idade, com um esquema vacinal completo composto por três doses. No entanto, apenas 11,4% dos jovens com menos de 14 anos receberam todas as doses necessárias.

Os dados do Observa Infância revelam que, quanto menor a idade, menor a aplicação do imunizante. Entre as crianças de 6 meses a 2 anos, apenas 6,3% completaram o ciclo de três doses, enquanto na faixa etária de 5 a 11 anos, somente 12,8% receberam todas as doses.

O boletim destaca também a comparação entre as mortes de crianças com covid-19 nas oito primeiras semanas dos anos de 2021 a 2024. Em 2021, foram registradas 118 mortes nessa faixa etária, representando 38,3% do total de óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Em 2024, o número praticamente se manteve, com 48 mortes, correspondendo a 32,4% dos casos de morte por SRAG.

Para os pesquisadores da Fiocruz, a persistência no número de mortes entre 2023 e 2024 pode estar diretamente ligada à baixa cobertura vacinal. Diante desse cenário, o coordenador do Observa Infância, Cristiano Boccolini, ressalta a importância de intensificar os esforços para aumentar a cobertura vacinal entre crianças e adolescentes, enfatizando a necessidade urgente de proteger os mais jovens contra a covid-19.

Compartilhe esta publicação